A pesquisa da Funatura terá apoio da Fundação O Boticário de Proteção à Natureza.

O Pato-mergulhão Mergus octosetaceus é considerado uma das aves mais ameaçadas das Américas, constando tanto na lista brasileira produzida pelo Ministério do Meio Ambiente, quanto na lista internacional da União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN). A espécie é afetada pela perda e degradação de seu hábitat, desmatamentos para expansão agrícola e pecuária, bem como pela construção de barragens. Apesar de alguns estudos pioneiros, pouco ainda é conhecido sobre a sua biologia e ecologia. A espécie foi considerada como extinta na natureza no início do século XX até que foi reencontrada na Chapada dos Veadeiros no final dos anos 40. Especificamente na Chapada dos Veadeiros, apesar dos registros históricos e recentes (parque nacional e na RPPN Campo Alegre, nessa última durante a preparação do plano de manejo pela Funatura), a população foi pouco estudada.